Primeira impressão é a que fica?

Começou a temporada 2016! E pra mim ainda não ficou muito claro que os grandes times podem render. São Paulo e Santos, por exemplo, empataram na estreia do Paulistão e decepcionaram os torcedores. O Peixe acredito que vá melhorar significativamente já que praticamente manteve a mesma base do elenco do ano passado. Em contrapartida o Tricolor está formando uma nova equipe. No empate contra o Red Bull o Paulo Henrique Ganso foi bem e chamou a responsabilidade. Disse que esse é o ano dele! Quero só ver! Aliás, quero ver também se o Lugano ainda tem a mesma bola de antes. Reforço bom mesmo é esse argentino Calleri. Ele deve dar muitas alegrias aos são-paulinos.

Se a primeira impressão é a que fica o Corinthians pode sofrer em 2016. Pelo amor de Deus! Que bolinha que jogou contra o XV de Piracicaba, hein? Quer dizer, taticamente, graças ao Tite, a equipe se manteve sólida defensivamente. Mas do meio para frente foi triste, viu! Acho até que com a chegada dos novos reforços (Guilherme, Giovanni Augusto e André) as coisas vão mudar pra melhor. Mas o torcedor precisa ter paciência porque serão feitos vários testes. Até entrosar vai...

Agora das quatro maiores potência de São Paulo quem estreou bem pra valer foi o Palmeiras. Até porque além de manter a base se reforçou com qualidade. Acho o Dudu um baita atacante e o Erik também vai melhorar ainda mais o poder de fogo do time do Marcelo Oliveira. Vejo o Verdão com totais condições de brigar por todos os títulos ao longo desse ano.

Pelo Brasil ainda acho Grêmio e Atlético/MG grandes equipes. Terminaram bem 2015 e deverão dar sequência. No Rio sinceramente não acredito em ninguém. Estão na média da maioria no ponto de vista técnico mas pecam pela bagunça, falta de estrutura e desorganização interna.

16 comentários

  1. DR FRANCISCO TERRA 1 fevereiro, 2016 at 15:30 Responder

    Craque Neto. Voce é a favor dos estaduais. Eu sou muito a favor. Poxa, é o momento que todo clube menor espera com ansiedade para jogar, revelar e ganhar um dinheiro também.
    Pena que na próxima edição teremos apenas 16 equipes, e vai ficar muito clube tradicional de fora.
    E se querem manter um campeonato enxuto por que não mudam a fórmula de disputa.
    Por mim sempre com 20 times, divididos em 2 grupos de 10 times na primeira fase (9 jogos por equipe);
    – Classificam-se os 4 melhores de cada grupo
    – Esses clubes cruzariam com os da outra chave em jogos de ida e volta em quartas (2 jogos), semis (2 jogos) e final (2 jogos)
    Um campeonato rápido (15 rodadas – hoje temos 19 rodadas), justo e emocionante desde a primeira fase.
    Alem disso não atrapalharia os times da Libertadores, onde o foco seria nas duas competições.
    Qual sua opinião, craque Neto ?

    • Craque Neto 10 1 fevereiro, 2016 at 19:07 Responder

      Eu também gosto. São os campeonatos tradicionais e que podem ser usados de laboratório para as competições principais. E isso não é demérito nenhum.

  2. Kleiton 1 fevereiro, 2016 at 16:43 Responder

    Netão, o Marcelo começou 2016 como terminou 2015 mas eu acho que fez isso para não “queimar” ninguém. Você concorda que a formação titular do Palmeiras deva sofrer alterações?

    • Craque Neto 10 1 fevereiro, 2016 at 19:05 Responder

      O Guerrero no Corinthians fez 130 jogos e 54 gols. Tem gente com desempenho de gols bem melhor para um centroavante. A importância dele não é só quando ele faz gols. Mas o Flamenguista não enxerga isso.

      • Carlos 2 fevereiro, 2016 at 13:29 Responder

        Esse neto é um porco bairrista, esse ano teu timinho não escapa, foi estuprado na copinha e vai ser assim durante todo ano, o tri-rebaixado (87, 2000 e 2007) curintia esse ano não escapa para o tetra rebaixamento!!! paguem a serie B de 87 e 2000!!!!

  3. Fabiano Martins Moreira 1 fevereiro, 2016 at 19:59 Responder

    Craque Neto, o campeonato paulista é o berço da rivalidade estadual e importante para revelar jogadores todos nós sabemos, o que esta faltando é a federação paulista de futebol, dar um suporte maior para os clubes do interior, por que sempre foi de lá que saíram os nossos grandes craques, entra tanto dinheiro nessa federação e o que eles repassaram para os clubes menores é irrisório, será que nunca mais teremos grandes times do interior como tinhamos antes ? disputando de igual para igual com os grandes da capital e dando muito trabalho.

  4. charles 1 fevereiro, 2016 at 23:03 Responder

    Craque neto e hum prazer em norme fala com vc huma potecia do nosso brasil por que o povo brasileiro so fala do de fora acho que nesse ano vai da palmeiras e santos denovo o que vc acha

  5. Claudio 1 fevereiro, 2016 at 23:26 Responder

    Craque Neto: O lance do gol do Corintians não foi igualzinho o do gol anulado do XV? Nos dois gols: na hora do lançamento os dois que fizeram os gols estavam impedidos, de fato. Só que no gol do XV o atacante tirou vantagem da posição para fazer o gol e o gol foi anulado. No gol do Corintians, foi o mesmo caso o atacante que fez o gol levou vantagem da posição de impedimento e fez o gol na sobra do goleiro. Só que foi gol DO CORINTIANS. Aqui da minha casa eu vi, nem precisei de nenhum comentário. Veja seu comentário na hora dos dois gols e tire suas conclusões.
    Um abraço.

  6. Tarcisio 2 fevereiro, 2016 at 09:33 Responder

    Eu acho que a mídia tá exagerando com o Palmeiras, no papel o time não é lá essas coisas, não vi nenhuma grande contratação (a melhorzinha foi o Erik) quem assistiu o jogo viu que o primeiro tempo foi horrível, devem a vitória ao veterano Alecsandro que já foi chutado pela maioria dos times médios por onde passou, duvido dar conta do recado a temporada inteira.

  7. Rodrigo 2 fevereiro, 2016 at 13:23 Responder

    Sobre o programa de hj injusto comparar os jogadores campeões de 2015 com os contratados de agora, a mesma coisa qdo Renato Augusto foi contratado, comparar ele a você ou Marcelinho. É olhar daqui para frente qdo perdeu o Guerrero você disse a mesma coisa vamos dar tempo, quem VC tem q criticar é Roberto Andrade esse sim péssimo

Deixe um comentário