MUDARAM o estatuto! VENDERAM o PALMEIRAS. Triste!

Neste sábado (4) os sócios do Palmeiras se reuniram para votar e fizeram várias mudanças no estatuto do clube. Entre elas a mais importante foi a alteração do mandato presidencial de dois para três anos. O que significa dizer que a Sra. Leila Pereira, dona da patrocinadora Crefisa, terá caminho aberto para suceder o atual presidente Maurício Galiotte no cargo majoritário. Mais do que isso foi a constatação de que a Sociedade Esportiva Palmeiras oficialmente foi oficialmente VENDIDA.

O torcedor palmeirenses mais fanático e aqueles que me odeiam - talvez 99% deles - vão falar que estou com inveja porque sou corintiano e quero o mal do Verdão. Nada disso! Muito pelo contrário. Só acho difícil para um cara que vive do futebol há quase 40 anos ver a forma negociaram um dos time mais tradicionais do Brasil. Poxa vida! Se o Palmeiras estava na lama nas últimas décadas era pela incompetência e má fé de dirigentes que passaram por lá. Aí surgiu o Paulo Nobre assumiu o comando e por mais que tenha sido contra ele emprestar dinheiro, sou obrigado a reconhecer que ele salvou o Palmeiras da falência. E por amor ao clube!

Agora sinceramente alguém acha que a 'Mamãe' Leila está fazendo isso por amor? Até uns 4 ou 5 anos atrás ela não sabia nem o que era Palmeiras. Não estava nem aí! Viu uma boa oportunidade de negócio, entrou e foi picada pelo 'bichinho' da vaidade. De certa forma fez a força do DINHEIRO tomar conta de tudo. Na base da grana mexeu em estatutos para adiantar seus mandatos como conselheira, que nem podia, e agora deve suceder o Galiotte em breve. Sinceramente? Triste.

Acho que se ela for eleita presidenta um dia o Verdão deixará de ser uma Sociedade Esportiva... um clube. Passará a fazer parte do conglomerado Crefisa/FAM/Palmeiras. Conselho, diretoria e torcida perderão a força gradativamente.

Vale lembra que nos últimos anos a Leila tem provado que no futebol nem sem grana traz felicidade.

52 comentários

  1. Rodrigo 5 agosto, 2018 at 16:43 Responder

    Engraçado que na época em que ela queria ser conselheira e o Paulo quis brecar, vc disse que não custava nada ele abrir uma “brecha” pra alguém que estava ajudando tanto o clube.pq agora pra vc isso é triste? Torcida pelo fracasso ou falta de manter o que fala ?

  2. DR FRANCISCO TERRA 5 agosto, 2018 at 16:56 Responder

    Bom que já vira clube empresa e afasta de vez qualquer oportunista porque no Palmeiras só existe dirigente ladrão , incompetente e arcaico que não tem amor nenhum ao clube.
    E mais. Se é contra o Mustafa eu automaticamente apoio essa pessoa.

  3. Gilson 5 agosto, 2018 at 17:10 Responder

    Neto.abra os olhos e veja sem romantismo dos anos 80,esquece Vicente Mateus Marlene.Hoje temos que ver a realidade do profissionalismo, mesmo não existindo por parte de muitos jogadores.Que não aceitam um salário de diretor de empresa e sim dos proprietários.E para bancar esses salários astronômicos temos como torcedores e admiradores dos anos dourados do bom e velho futebol abrir mão de nossos ideias .Abre Aspas.”Isso é bissnes”

  4. Fernando Bauru 5 agosto, 2018 at 18:30 Responder

    Concordo com vc Neto!
    No blog do Cosme Rimoli cita que a Crefisa pode comprar o estádio da W Torre.
    Daí vai ser a pá de cal.
    Um imóvel valorizado pra show e eventos, com um time disputando a série C. Isto se o conglomerado Crefisa manter um time só pra fachada.

  5. Daniel 5 agosto, 2018 at 19:00 Responder

    Deixa ela gastar tudo que tem. O Palmeiras continua um vexame independente do caminhão de dinheiro que ela gasta. Já passou vergonha no começo do ano, tá passando agora de novo, logo mais sertão os dois (Leila e Palmeiras) falidos, pq garra não se compra.

  6. Thiago 5 agosto, 2018 at 19:19 Responder

    Moro na Inglaterra e vejo de perto, aqui 80% dos times sao de “donos” que injetam grana, resultado: A liga mais rica do mundo, que gera mais receita… passou da hora disso acontecer no Brasil, chega de saudosismo, futebol é business e tem que ser tratado como tal.

  7. Leonardo 5 agosto, 2018 at 19:51 Responder

    Concordo neto apesar de sempre discordar de voce. triste. Mais pelo que sei Nobre volta se isso ocorrer, sei do poder do dinheiro, mais o nobre e foda dele acho que niguem leva.

  8. Gilson 5 agosto, 2018 at 20:15 Responder

    Este Neto é muito falso ele falava mal do Luxemburgo e pra poder trazer ele pra o programinha dele de louco queria colocar luxa no Palmeiras ,triste e vc forca os cara que vai pra seu poglama lhe chama de Clark kkkkkk

      • Lucas Ferreira 7 agosto, 2018 at 14:56 Responder

        Neto sou palmeirense, mas acho que a Leila encontro uma máquina de ganhar dinheiro de forma facil sem muito esforço utilizando o nome do Palmeiras, e barganhando com o clube onde pra mim ela não é palmeirense coisa nenhuma e sim uma aproveitadora do nome é da marca palmeiras e tirando 2015 e 2016 o palmeiras perdeu totalmente o foco de campeão e pra mim o time ruim, não é nada mais nada menos que um desperdício de dinheiro e de tempo e os culpados disso são Leila e o Alexandre Matos que acham que esses jogadores são de níveis da Europa com o salário desses caras daria pra fazer um time muito melhor isso só com os salários. Amo meu Palmeiras e gostaria de que não utilizasem como fonte financeira.

  9. Rodrigo Guedes 5 agosto, 2018 at 20:20 Responder

    Craque Neto. Sou um admirador do seu trabalho, acompanho todos os dias o programa Os Donos da Bola. Vc é um monstro sagrado mas, tenho que discordar de ti, com relação à esta matéria. Não vejo problema algum se, de fato, venderem o Palmeiras. Sou Corinthiano, não tenho nada a ver com o time da Pompeia. Acredito que esse modelo funciona muito bem. Na Europa funciona bem. City, Inter, PSG e outros clubes foram comprados e fazem sucesso em seus países. Talvez o sucesso ainda não tenha significado um título da Champions, por exemplo, no entanto, acredito que é questão de tempo. Temos que parar com essa ideia de que o clube precisa ser preservado, etc., etc. Essa ideia é bem típica Brasileira e está ultrapassada. Se clubes como Guarani, Ponte Preta, Bragantino e até a querida Portuguesa tivessem adotado essa ideia algum dia, poderíamos ter campeonatos mais disputados, com esses clubes participando e chegando para vencer. Mas, foram exemplos de preservação da entidade, que culminou com a saída destes, do cenário nacional.

  10. Severino Paiva 5 agosto, 2018 at 21:32 Responder

    Se ela tem tanto amor pelo Palmeiras, por que que vez ou outra fica ameaçando retirar o patrocínio do clube quando contrariada?

  11. Henrique Bacaroglo 5 agosto, 2018 at 23:22 Responder

    Sou palmeirense e reconheço que essa mulher vai acabar com meu time! Volta Paulo Nobre, ainda dá tempo! Pois só em 2021 essa mulher poderá se candidatar.

  12. Eduardo Ruiz 6 agosto, 2018 at 00:41 Responder

    Craque, aqueles que riem agora com certeza irão chorar depois que um time tradicional passe a ser um brinquedo nas mãos de despreparados!

  13. Ernesto 6 agosto, 2018 at 02:31 Responder

    Essa mudança de dois anos para três anos traz mais malefícios do que benefícios, entretanto a meu ver o fato da Leila Pereira usar dinheiro das empresas para aplicar no futebol não é uma coisa ruim, pior seria se continuassem usando dinheiro do clube para enriquecer ilicitamente como em vários clubes do Brasil. Galiotte antes era pro Paulo Nobre e hoje deve ser Leila Pereira. Mas Neto você não acha que clube ter patrocínio dessa parceria não é melhor do que a corja de safados que estão lá apenas para coisas que não cabe falar aqui. Pelo menos a Leila coloca dinheiro dela dessa forma responsável pela má gestão somente dela além de não precisar ficar entregando a preço de banana jogadores por estar em crise como Corinthians. Talvez erro não seja a venda mesmo no papel e o clube torne uma empresa que eu apoio incondicionalmente e espero vê isso um dia, não seria isso a venda? Ou você pensa que fato dela colocar dinheiro esta mais causando mal do que bem ao clube?E duro porque são duas coisas difíceis de lidar, deixar para os que tiram dinheiro ou os que botam dinheiro no clube?. Dentro desse contexto Paulo Nobre talvez foi o que teve maior sabedoria realmente fez bem ao clube, mas novamente digo que para o bem do próprio clube a venda é essencial, pois como toda empresa requer balanço e seriedade nos pagamentos de impostos uma vez que responde judicialmente por ser privada. Enfim lógico que a Leila investe no Palmeira e o retorno esta chegando através do marketing, coisa que o Corinthians não consegue fazer. Agora duro equacionar e processar lado bom e lado ruim dos fatos uma vez que goza de sistema que não sabemos ao certo se é privado ou público. Ainda continuo a sonhar com as vendas dos clubes partindo para o profissionalismo que toda empresa precisa. Neto não sei se e pior com os pilatras ou os que investem o dinheiro mais querem controlar tudo sendo uma coisa pública, realmente não sei.

  14. Joe 6 agosto, 2018 at 07:18 Responder

    O que importa é ganhar título, dentro de campo o palmeiras e igual a todos pode perder ou ganhar como qualquer um ,todos são iguais o que tá incomodando algumas pessoas e ver o palmeiras virar o clube mais rico da América isso que tá pegando

    • Ernesto 6 agosto, 2018 at 18:45 Responder

      Camarada na boa, eu sou corintiano meto pau no Andrés por que entendo que um clube com mais de 30 milhões de torcedores não poderia ter a divida que tem. Colega título e bom é! Mas precisa ter seriedade nas contas pois dessa forma o clube conseguirá andar com as próprias pernas sem precisar ficar refém de nada e nem de dirigente safado que só tá lá para enriquecer.É preciso ter consciência dessas coisas, clube precisa ter seriedade e honestidade, clareza nas contas. Sobre ser ou não ser o mais rico das Américas para mim pouco importa, importante é que tendo gestão vocês terão saúde financeira para manter o padrão de jogadores, simples assim. Eu sou a favor da venda dos clubes para empresas, assim presidente responde ao dono(a) da empresa que quer resultado e irá cobrar isso, simples assim pois qual empresa quer resultado aquém do desejado ou quiça dividas astronômicas? Qual? Até porque pagarão impostos coisa que não vemos hoje, pois clubes não são empresas portanto há muita coisa errada . Hoje o que vemos são pessoas entrando no clube para gerenciar e saindo de lá com capital muito maior do que entrou deixando clube falido. Somente isso que eu penso, não importa se é Corinthians, Palmeiras, São Paulo ou Santos ou clube que for. Enquanto houver safadeza na gestão dos clubes irem manter minha visão.

  15. Pericless Amaral 6 agosto, 2018 at 08:00 Responder

    Neto, vc está certo, na verdade o Palmeiras está sendo rifado, lembra da era Parmalat???
    Nem quero ver o fim da era Crefisa… Ninguém coloca dinheiro se não tiver retorno.

  16. Izaias 6 agosto, 2018 at 08:24 Responder

    Entao o certo e ter estadio super faturado com dinheiro publico, da saude,moradia,.
    Entao o certo e ter presidente onde saiu escoltado dentro do carro como ladrao,.
    O certo e ter jogadores vendidos a preço de banana onde empresarios e diretores se unem para desviar dinheiro do clube.
    O certo entao e continuar com o amadorismo?
    O futebol nao tem mais espaço para mais isso
    Parabens ao palmeiras
    Pelo profissionalismo

  17. RAFAEL REZENDE 6 agosto, 2018 at 09:30 Responder

    se fosse para o Corinthians a sua opinião com certeza seria outra, não entendo o porque dessa magoa toda com o Palmeiras, lamento só para um craque que se intitula craque.

  18. Fernando 6 agosto, 2018 at 09:38 Responder

    Sou Palmeirense e não aprovo este novo estatuto, o Paulo Nobre estava certo quando quis vetar a Leila como conselheira mas muitos palmeirenses acharam que era intriga, cada vez mais estamos nas mãos dela e isso não é bom para o clube. #voltaPauloNobre

  19. Flavio 6 agosto, 2018 at 10:31 Responder

    Ué… acham errado a dona da Crefisa ser presidente do Palmeiras, como se fosse coisa pior do que um PTralha ser presidente do Corinthians

  20. Roberto Joaquim 6 agosto, 2018 at 10:43 Responder

    Gostaria de saber porque o Corinthians não consegue um patrocínio de peso na camisa do clube.
    No Brasil e no mundo não existe ninguém que quer investir no clube que para a minha modesta opinião é o maior do Brasil, É simplesmente estranho não conseguirem um patrocínio na camisa e no estádio
    Acredito que por de trás disso deve ter coisas muito cavernosa , já passou da hora de termos uma intervenção no clube para apurar onde que o dinheiro está sendo gasto.

  21. andré 6 agosto, 2018 at 11:06 Responder

    Num país onde se procuram tanta “transparência” o que há de errado em os clubes passarem a ter “donos” ?
    afinal os orgãos reguladores e receita federal cobram as mesmas e pelo visto a receita ja mordeu a crefisa e tiveram que documentar de outra forma o patrocínio. Ou vamos continuar com essa imagem saudosista de clubes do passado? Os tempos são outros…depois não adianta chorar por maracutaias por debaixo dos panos..comissões….atraso de salários de atletas….e por ai vai….afinal de contas todos sabemos que muuitos clubes tem donos alguns muito suspeitos “digassi-di passagi”. o que acha Neto?

  22. Maercio 6 agosto, 2018 at 12:29 Responder

    Disse tudo!!! Só não vê quem não quer, não temos nem batedor de pênalti, duas cobranças em dois jogos, quatro pontos perdidos nessas cobranças. Dizer o quê?? Num plantel de mais de 50 jogadores, sem palavras!!!

  23. Mauricio 6 agosto, 2018 at 12:58 Responder

    Tem que vender mesmo! Todo time grande europeu tem GRANDES EMPRESAS POR TRAS! Aqui no Brasil é sempre esse mimimi de não envolver empresas nos clubes. Tem que colocar gestor mesmo, profissionalizar TODAS as areas do clube! Chega desses conselheiros gagás que não tem nenhuma formação de gestão esportiva ficar definindo o futuro do clube! Coloca uma empresa TOP lá e você vai ver! Só no Brasil que os MAIORES CARGOS de um clube são sem salário, vitalicio e etc… VERGONHA! Eu e minha familia somos 100% palmeirenses e já ta na hora do futebol brasileiro PROFISSIONALIZAR! Vende mesmo! Quando mais privatizar os grandes clubes, mais importante o clube se tornará! Avanti Palestra!

  24. Carlos 6 agosto, 2018 at 13:33 Responder

    Fala Neto.
    Tenho 20 anos, assisto seu programa faz muitos anos. Cara, você é daora demais, obrigado por existir !
    Ah, me responde aí, devo fazer faculdade ou partir para trabalhar ?

  25. Marcos 6 agosto, 2018 at 14:30 Responder

    Neto até entendo o que pensa mais meu caro , hoje em dia tudo é negocio e esta mulher é fera nisso , clube hoje que não virar uma Empresa bem administrada vai falir , e vamos falar a verdade faz muitos anos que Palmeiras é sugado por estes diretores e conselheiros , eles roubam tudo de menino da base a ingressos , infelizmente Italiano é tudo safa ali , eles estão desesperados que isso esta acabando que a sangria está chegando ao fim , seu P. Nobre sabe disso perfeitamente mais esta usando o lado podre para ferrar a Leila , esta situação é muito boa para Crefisa e Palmeiras os 2 ganham muito dinheiro e se ela entrar ali vamos ficar imbatíveis pois não vejo empréstimo e sim parceria financeira de ambos…Ta dito

  26. Ademir Melara 6 agosto, 2018 at 14:52 Responder

    É uma contradição o que está falando neto,eu vi você falando na tv que o palmeiras tem muita sorte de um dia ter a parmalate patrocinando o palmeiras e agora ter a crefisa como patrocinadora,e reclamando que o curintia não tem os mesmos patrocinadores e falou mais, que na época o Alexandre Matos não queria que a presidente da crefisa se candidatasse a presidenta do palmeiras e você também foi contra o Alexandre Matos. Qual a conclusão que o palmeirense deve ter de você ? Se liga meu !

  27. Otávio 6 agosto, 2018 at 16:01 Responder

    Neto, melhor deixar a presidência na mão de quem bota dinheiro, do que na mão de quem tira dinheiro do clube pra ficar rico. Simples.

  28. Ernesto 6 agosto, 2018 at 18:55 Responder

    Camarada na boa, eu sou corintiano meto pau no Andrés por que entendo que um clube com mais de 30 milhões de torcedores não poderia ter a divida que tem. Colega título e bom é! Mas precisa ter seriedade nas contas pois dessa forma o clube conseguirá andar com as próprias pernas sem precisar ficar refém de nada e nem de dirigente safado que só tá lá para enriquecer.É preciso ter consciência dessas coisas, clube precisa ter seriedade e honestidade, clareza nas contas. Sobre ser ou não ser o mais rico das Américas para mim pouco importa, importante é que tendo gestão vocês terão saúde financeira para manter o padrão de jogadores, simples assim. Eu sou a favor da venda dos clubes para empresas, assim presidente responde ao dono(a) da empresa que quer resultado e irá cobrar isso, simples assim pois qual empresa quer resultado aquém do desejado ou quiça dividas astronômicas? Qual? Até porque pagarão impostos coisa que não vemos hoje, pois clubes não são empresas portanto há muita coisa errada . Hoje o que vemos são pessoas entrando no clube para gerenciar e saindo de lá com capital muito maior do que entrou deixando clube falido. Somente isso que eu penso, não importa se é Corinthians, Palmeiras, São Paulo ou Santos ou clube que for. Enquanto houver safadeza na gestão dos clubes irem manter minha visão.

  29. Jose Carlos de Miranda 7 agosto, 2018 at 11:16 Responder

    Neto ,voce ja se tornou um cara chato até para os Corinthianos, por falar tanta besteira, não e novidade nehuma quando inventa coisas ou aumenta para desclassificar o Verdão. Voce como jogador era mediocre agora como comentarista é pessimo, apesar de não ter nada contara sua pessoa ou sua moral. Alias te desejo sucesso la nas suas fazendas …