Rolou PRECONCEITO em homenagem do Tricolor???

O São Paulo Futebol Clube nesta semana fez uma linda homenagem para seus ex-jogadores. Selecionou 99 caras que ajudaram a compor a linda história do Tricolor e criou o 'Caminho dos Ídolos'. Muito legal a iniciativa, mas analisando alguns nomes fiquei com uma pulga atrás da orelha. Poxa vida! Tem gente que ficou de fora que jogou muito mais que outros que estão dentro. Vejam o caso, por exemplo, do Zé Teodoro, que marcou época na lateral-direita nos anos 1980. Pelo amor de Deus! Ficou por lá quase uma década e colecionou jogos e títulos. Sempre como titular. Sacanagem!

Outro cara que me chamou a atenção a ausência foi o Richarlyson. Tá de sacanagem um cara que foi campeão Mundial e Tri do Brasileirão não ser sequer lembrado? Por que será? Teria rolado algum tipo de preconceito? Sinceramente nem sei se o cara é gay ou não - e isso pouco me importa, diga-se de passagem! -, mas futebolisticamente falando ele deveria ter sido relacionado. Jogou muita bola no São Paulo e seu desempenho no Morumbi até o levou para Seleção Brasileira.

Triste saber que a torcida sequer gritava o nome dele nos estádios. Isso mesmo! Cantavam o nome de todos menos o dele e por pura HOMOFOBIA. Já a diretoria marqueteira convidou outros nomes como o Kaká e o Belletti, que jogaram pouco no São Paulo, mas construíram uma carreira de sucesso fora do Brasil. Pura média! Tem gente lá de dentro do Morumbi que vai negar. Vão dizer que existiu uma votação e tal. Migué. O Richarlyson jogou muita bola no Tricolor e merecia ser lembrado.

Uma pena que ainda exista esse tipo de preconceito nesse País.

52 comentários

  1. Zorba Grande 9 agosto, 2018 at 20:13 Responder

    Relaxa, Neto…só está fazendo barulho! Você sabe muito bem que outros nomes serao acrescidos. Você sabe disso!Nem o do Telê foi ainda. Calma! É que você usa a estratégia de ganhar audiência com polêmica rasteira. Que havia e há preconceito por parte da torcida , não resta dúvida. Mas nao pode é querer macular a homenagem com a pecha de homofobica!

  2. Fernando Bauru 9 agosto, 2018 at 20:14 Responder

    Netão, pare pra pensar!
    Tivemos tantos atletas declaradamentes gays, que eram super discretos.
    Richarlyson, já não. Era pura viadagem. Mascarado. Pedia pra ser chamado de Ricky, dobrava o calção, inventava moda ao usar o uniforme. Nas entrevistas mostrava uma delicadeza incomum no esporte masculino.
    A torcida do São Paulo nunca aceitou, não por homofobia, mas pelas posturas dele. Parecia até que ele queria mesmo é ser o embaixador dos viados no futebol.

    • Tonico 10 agosto, 2018 at 15:27 Responder

      Se não fosse homofobia, a torcida do São Paulo deveria aceitar ele como ídolo!!! Jogou muito, foi até para a seleção…e na minha opinião era muito a cara do São Paulo! Kkkk
      #vampetamitando

    • Ricardo 10 agosto, 2018 at 15:44 Responder

      Fala por você… O cara nunca tirou o pé de UMA dividida… ele era até expulso por isso… Bicho raçudo da PORRA!!!
      Você é HOMOFÓBICO… E mano… foda-se essa fita de Zé Povinho de ficar cuidando da vida dos outros… o mano foi Tri Campeão Brasileiro e ganhou MUNDIAL… Você tá falando é GROSELHA!!!

  3. Tiago 9 agosto, 2018 at 21:36 Responder

    Fala neto bobão
    Quem sao vcs corintianos fala de preconceito
    Fala ai do caso Juninho jogador contratado
    E desistiu do cara por causa de uma cambada de idiotas de dentro do clube?
    Ngm merece uma segunda chance?
    Aliás vc teve segunda chance não foi craque neto bobão
    Responde ai

  4. Wellington 9 agosto, 2018 at 21:39 Responder

    Neto ,

    Como São Paulino também acho que a diretoria pisou na bola com alguns jogadores , Leandro , Richarlyson e Dagoberto por exemplo foram campeões brasileiros e também ficaram fora da lista .

  5. Andreia 9 agosto, 2018 at 22:25 Responder

    Engraçada você dizer que foi homofobia com o Rick e não detonar o Vampeta, o Dinei quando chamam os São Paulinos de “bamby”. Deixe o São Paulo preocuoe-se com seu time.

  6. Rennan 9 agosto, 2018 at 23:06 Responder

    Realmente infelizmente o Brasil sempre foi machista,mas o SP merecia mais respeito com o Richarlyson por td q ele fez e pelos titulos q ele ganhou(tds os tri campeões foram só ele q não),ele eh gay?É SIM,e eu sei pq o Nunes(O msm do St. André e do Bragantino)jogou com o meu primo e ele eh mt amigo do Ricky,desde os 13 anos jogaram juntos,e tem problema? NÃO, e dai?ele eh acima de td ser humano e principalmente profissional,num mundo de babacas q vive nosso país isso devia ser mais respeitado,o q no Brasil infelizmente isso jamais vai acontece, e otra existem mts jogadores gays,tem centroavante q jogou no Palmeiras namorou o Leão Lobo e pouquissimos sabem,tem cara q jogou Copa do Mundo q eh gay,infelizmente o Futebol e o Esporte no Brasil eh um meio machista q infelizmente td essa má repercussão e acaba ficando mal pro jogador,e td q ele faz em mais de uma década de carreira n serve de bosta nenhuma,infelizmente isso eh de matar…
    Netão
    1: o q vc axou do fim do canal do Esporte Interativo?vai fz uma falta tremenda neh?e principalmente mts amigos infelizmente perderam o emprego,se chamarem um ou otro pra participar do seu programa vc vai abrir as portas pra eles??
    2: Cm vai ficar os direitos de transmissão? P vc Os clubes grandes vai rescindir pra voltar com a Globo??

  7. Brasileiro 10 agosto, 2018 at 00:51 Responder

    Neto se filia ao Pt ou ao Psol, seu comentário chegou ao extremo onde quer chegar, virou um militante agora e outra se não está na lista e porque tem jogadores que foram mais importante na história do são paulo e não dá sua opinião para poder causar tumulto em outros clubes que não seja seu timinho que é mais manchado com escândalos de usar dinheiro público para benefício privado… E um presidente que se não ter o foro privilegiado será pego pela lava jato…

  8. RAFAEL REZENDE 10 agosto, 2018 at 09:18 Responder

    NETO o que você achou do palmeiras? a magoa sua e do Juca Kfoury impede de vcs falarem do palmeiras, Felipão campeão mundial de 2002

  9. Flavio 10 agosto, 2018 at 09:53 Responder

    Muito escândalo para apenas UM jogador. Claramente se vê que vc é da esquerda mesmo, não que eu não já saiba disso. Na bucha, vai votar em quem? Haddad/Lula? Bolonhesa (Boulos)? Marina? Outro?

  10. Geraldo 10 agosto, 2018 at 11:07 Responder

    Borja é melhor que Romero! É?……..Craque Neto…..Eu não acho.
    O Cara foi artilheiro de uma Libertadores…,artilheiro da atual…….e o Romero é melhor….ai é chamar Jesus de Genézio…

  11. Diego 10 agosto, 2018 at 14:34 Responder

    Em um país com memória tão curta fico triste em ver esse tipo de repercussão. O clube teve uma grande idéia para homenagear seus ídolos e veio uma enxurrada de críticas. Não importa se a intenção foi boa ou não. Deveriam enaltecer para que mais ações como essa se multipliquem. Listas sempre haverá aqueles que discordam, não é assim quando sai a convocação para a seleção? Mas não se pode condenar todo um projeto porque um nome ficou de fora!

  12. Fernando 10 agosto, 2018 at 15:10 Responder

    E aí Neto, falar do Sampa que nada fez de mal com o Richarlyson e tentando desviar o foco do grande evento que reconheceu grandes nomes do São Paulo pode. Agora porque não fala do seu timinho que acabou com a vida do Juninho, com essa imensa sacanagem de contratar e depois voltar atrás e, em mídia nacional colocar o cara em evidência sem direito de defesa em mesmas proporções de comunicado e midia do seu time. Isso pode né? Super normal!!! Hipocrisia chegou e ficou por aí!

  13. Ricardo 10 agosto, 2018 at 15:42 Responder

    Dagoberto, Hugo, Borges, Richarlyson, Jorge Wagner… Teve um monte que eu não vi… e tudo CAMPEÃO PELO SÃO PAULO!!! Espero que aumentem a calçada e que façam uma estátua pro Telê!!!

  14. rafael 10 agosto, 2018 at 21:22 Responder

    não tem nada a ver isso, não colocaram o telê lá, richarlyson jogou muito no são paulo, mas nãosei se pra idolo, sempre esteve com grandes jogadores acima como rogério e hernanes

  15. Anderson 13 agosto, 2018 at 14:46 Responder

    Parabéns craque neto isso aí se ele é gay ou não problema é dele é aquele que se incomoda e que de o tobá por ele diretoria assim mesmo trabalhei internamente lá a anos é isso aí que vc disse mesmo média com a torcida

  16. Rafael Cunha 14 agosto, 2018 at 12:12 Responder

    Neto, entao, eu penso o seguinte, como voce mesmo disse o Denilson foi como idolo, e ele foi como idolo porque identificamos ele como tal, e nao só porque ele ganhou muitos titulos ou jogou bem no Sao Paulo, falando francamente titulos nao fazem idolo, o que conta mais é a identificacao, vamos pegar como exemplo o argentino que passou a pouco tempo por aqui, Calleri, voce pode perguntar para qualquer Sao paulino, todos vao falar que gostam dele, e que apesar do pouco tempo que esteve aqui, teve tanta identificacao com o Sao Paulo, com a torcida, com tudo, que se tornou um idolo e merecia estar ali muito mais que o Richarlyson por exemplo. O Richarlyson nunca teve isso, essa identificacao com o clube, com a torcida sabe? Apesar de ter sim jogado bem no SPFC, ter tido muitos titulos, faltou essa identificacao mesmo, e nao foi por preconceito, mas sim porque nao tornou idolo de fato. E assim como Richarlyson outros jogadores que foram muito vitoriosos no clube tambem nao estao incluidos nesse Hall, como o Dagoberto, outro que apesar de tudo que fez no clube, nao se tornou idolo, e isso muito pela forma que saiu do clube, por algumas outras atitudes, e isso vale para o Richarlyson tambem, idolo nao se faz com titulos, e sim com uma certa identificacao.

  17. Walter 17 agosto, 2018 at 16:58 Responder

    Neto, você e outros jogadores que tiveram que esconder sua homossexualidade na época que jogaram, parece que o preconceito continua grande… qual seria a solução?